Cuidar daqueles que amamos é um instinto natural não só para seres humanos mas também para diversas espécies do reino animal.

Quando falamos de filhos, especificamente, a coisa fica ainda mais séria, já que alguns pais fazem de tudo para blindar as crianças de qualquer frustração ou dificuldade natural da vida.

Apesar de a intenção dos pais superprotetores ser boa – afinal, eles só querem proteger seus filhos – é importante saber que a superproteção pode trazer diversos malefícios ao desenvolvimento das crianças.

Pensando nisso preparamos esse artigo para que você entenda os efeitos negativos da superproteção na vida das crianças.

Que tal conferir?

Impacto no desenvolvimento

Alguns pais auxiliam os filhos desnecessariamente em atividades triviais do dia a dia e, com isso, atrapalham o desenvolvimento da independência da criança.

Ao ajudar seu filho a ir ao banheiro sem que ele peça, por exemplo, você inibe a capacidade dele de perceber suas próprias necessidades fisiológicas e aprender a utilizar o banheiro sozinho.

Outras tarefas que muitas vezes são feitas com o auxilio desnecessário dos pais são comer, tomar banho, escovar os dentes, arrumar a cama e se vestir, por exemplo.

Além de interferir no desenvolvimento da independência essa superproteção em atividades simples acaba comprometendo a evolução de algumas capacidades motoras e cognitivas do puerinho.

Lembre-se, é claro, que a ajuda deve ser fornecida caso se mostre necessária, porém não deve ser forçada.

Dependência emocional

Além de diminuir a autoestima das crianças por parecer que não confiamos neles o suficiente para deixá-los realizar as tarefas a superproteção causa uma dependência emocional extremamente prejudicial ao seu filho.

Para evitar esse problema, busque atividades que se ajustem à capacidade de cada criança de acordo com a sua idade e grau de independência.

Isso evita que o desenvolvimento da capacidade de tomar decisões por conta própria seja prejudicado e acabe gerando dependência emocional ao longo dos anos.

Lembre-se sempre que, ao longo da vida, as crianças vão acabar se deparando com situações adversas e obstáculos e, por isso, precisam estar preparadas para lidar com essas situações de forma eficaz e independente.

Isolamento

O isolamento é outro sintoma da superproteção dos pais.

Ao impedir os filhos de participar de passeios escolares e interagir com colegas a capacidade de criar laços sociais das crianças é bastante prejudicado.

Isso pode gerar, no fim das contas, um isolamento social responsável por causar transtornos mais sérios como o estresse, ansiedade e até mesmo depressão.

É importante entender, então, que o cuidado e a proteção deixam de ser aliados à criação de um filho quando se tornam excessivos.

Saiba a hora de interferir e ajudar porém tenha em mente que o puerinho precisa de espaço e oportunidade para desenvolver suas próprias habilidades e, consequentemente, sua independência.

Esperamos que esse artigo tenha ajudado a esclarecer os impactos da superproteção no desenvolvimento das crianças.

E aí, curtiu?

Em um mundo cada vez mais tecnológico as crianças parecem só ter olhos para computadores, tablets e smartphones.

Como pais, no entanto, é necessário incentivar os filhos a fazer atividades fora do mundo digital para que o desenvolvimento da criança seja completo. Desde atividades físicas à brincadeiras e jogos de tabuleiro, a diversificação de passatempos é essencial para que os momentos lúdicos da criança sejam aliados ao aprendizado e crescimento pessoal.

Um dos exemplos mais clássicos de brincadeiras educativas que trazem benefícios às crianças é a montagem de um quebra-cabeça.

Pensando nisso, preparamos esse artigo para que você conheça os principais benefícios dos quebra-cabeças para o desenvolvimento dos puerinhos.

Está esperando o que para conferir?

Trabalha a cognição

Por serem estimulantes para o cérebro os quebra-cabeças acabam sendo poderosos aliados no quesito cognitivo.

A cognição é a habilidade de armazenar novos conhecimentos e, a partir dele, obter algum tipo de aprendizado.

Pense, afinal de contas, que o nome quebra-cabeça foi dado por um motivo: esse passatempo faz com que a criança exercite o cérebro e desenvolva habilidades de memória, raciocínio e lógica.

Desenvolve a coordenação

Encaixar as peças de um quebra-cabeça é uma das melhores maneiras de desenvolver habilidades motoras e controle mão-olho. Isso porque, já que ainda não têm noção da distância e manipulação de objetos, as crianças precisam desenvolver essas proficiências para conseguir montar o quebra-cabeça.

O movimento de pinça que fazemos ao juntar o indicador e o polegar para segurarmos um objeto, por exemplo, é uma das habilidades desenvolvidas no jogo.

Aumenta os níveis de percepção

Os quebra-cabeças são passatempos que vão incentivar os puerinhos a observar, analisar e comparar tamanhos e cores para conseguir completar o jogo.

E é por isso que os níveis de percepção da criança se desenvolvem.

Além de serem cruciais na infância, é claro, os níveis de percepção serão importantes durante toda a vida já que, ao longo dos anos, os puerinhos vão acabar se deparando com situações que demandam essa habilidade psicológica.

Promove a interação com a família

Os quebra-cabeças são ótimos passatempos no quesito estreitamento de laços familiares, já que acabam sendo um momento relaxante e tranquilo para que as crianças conversem com os pais e outros membros da família.

Além de ajudar no desenvolvimento físico e psicológico, então, esse passatempo é essencial para estimular as habilidades sociais de convivência e diálogo.

Vale ressaltar também que o quebra-cabeça pode ser resolvido por mais de uma pessoa ao mesmo tempo, o que também ajuda a criar um senso de colaboração e trabalho em equipe nas crianças.

Aumenta a capacidade de resolução de problemas

Enquanto seu filho raciocina e tenta desvendar as formas e cores corretas para que o quebra-cabeça tenha um encaixe perfeito ele acaba desenvolvendo bastante a habilidade de resolução de problemas.

Além do período da infância essa habilidade é indispensável ao decorrer da vida de qualquer pessoa, já que nos deparamos constantemente com situações adversas e obstáculos a serem superados.

Esses são os principais benefícios da montagem de quebra-cabeças para as crianças.

Agora você sabe que, além de ser uma maneira divertida de incentivar as crianças a saírem um pouco do ambiente virtual, esse passatempo ainda ajuda no desenvolvimento dos pequenos.

E aí, o que está esperando para montar um quebra-cabeça com o seu puerinho?

Todas as crianças possuem peculiaridades, gestos que caracterizam sua personalidade. Isso pode ser comum e até mesmo saudável, desde que não atrapalhe a vida dos pequenos que preocupam os pais. Porém, existem alguns gestos repetitivos na infância dos filhos que preocupam os pais. Como lidar com essas manias da infância?

Primeiramente, devemos ter conhecimento da diferença entre tique e mania. Tiques são comportamentos repetitivos, como por exemplo, mexer alguma parte do corpo várias vezes. Já as manias, são comportamentos que a criança tem dificuldade de controlar. Morder os lábios é um exemplo. Dessa forma, os pais precisam estar atentos e entender a origem dessas ações.

Em diversas ocasiões, esses atos não estão ligados a coisas graves, mas sim em causas comportamentais. Quando alguma situação nova acontece, a criança desperta uma emoção ou sentimento, e não é capaz de lidar. Logo, ela encontra na mania a forma para se acalmar.

É importante que os pais estejam sempre atentos ao momento em que esses comportamentos se manifestam. Por isso, nunca interprete de forma isolada os gestos de uma criança. Geralmente, essas manias tendem a diminuir com o passar do tempo quando a criança possui maior domínio de suas ações.

Existem várias formas de ocupar as crianças, de modo que a segurança seja transmitida e ela saiba lidar com as diversas situações. A prática de esportes e terapias são ótimas formas de evitar esses gestos repetitivos da infância. Não é necessário que a criança sofra qualquer trauma ou seja punida por agir como tal, essas ações negativas podem piorar a situação. Portanto, é importante que os pais olhem os comportamentos dos seus filhos e saiba a maneira certa de agir nesses casos.

Conheça nossa escola.

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: Escola da Inteligência

Imagem: freepik

As crianças merecem respeito, e todos devemos saber demonstrar isso. Em muitas ocasiões, agimos e nos comunicamos com os pequenos de forma desnecessária. Sobretudo, é importante que nós saibamos avaliar nossas atitudes para com eles. Dessa forma, a nossa relação com os pequenos irá melhorar, de modo que haja melhora em seu bem-estar.

Existem várias formas de demonstrar esse respeito da maneira que as crianças merecem. Portanto, listamos algumas dicas que podem ajudar a agir e nos comunicar com os pueirinhos . Confira:

Fale olhando nos olhos dela

A criança ficará contente caso receba a atenção suficiente ao assunto que ela está disposta a dizer. Caso não haja possibilidade de atendê-la naquele momento, explique-se de maneira coerente. Dessa forma, ele irá entender o motivo de não receber a devida atenção.

Posição de igualdade

Coloque-se na mesma altura para dialogar com a criança. Assim, será estabelecida uma posição de igualdade, além de implicar o respeito entre ambos.

Naturalidade nas ações

Não force a criança a fazer algo que não queira. Formas criativas auxiliam no processo de cooperação, visto que são ótimas formas de estimular o pequeno a realizar ações por prazer e não por obrigatoriedade.

Desenvolvimento da criança

Conheça profundamente a evolução da criança. É importante reconhecer que algumas atitudes não são realizadas devido à falta de maturidade dos mesmos. Sejamos compreensivos com algumas limitações dos pequenos.

Expressão das emoções

Permita que a criança seja expressiva com seus sentimentos. Portanto, ensine-a a lidar com frustrações, raivas, entre outras. Evite dizer frases que possam diminui-las, e use palavras que as conforte nesses momentos.

Demonstrando respeito às crianças, iniciamos um exemplo poderoso de ensino por respeito ao próximo. Em razão disso, você sempre estará um passo a frente no quesito empatia.

A Pueri Dei reforça a importância do respeito com os pueirinhos. Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: leiturinha

Imagem: Freepik

A aprendizagem das crianças não pode estar restrita somente ao ambiente escolar. É de fato, importante, que a família compreenda sua participação neste processo. É de grande importância a relação entre família e escola . Haja visto que o desenvolvimento dos pequenos não acontece de forma isolada em diversos locais que eles frequentam.

Essa interação resulta em diversos benefícios para as crianças, principalmente na questão do desenvolvimento e aprendizagem. O diálogo proporciona uma relação saudável e contribui para potencialização e confiança das capacidades da criança. Dessa forma, auxiliam no processo de educação da criança e evitam certos tipos de comportamentos inapropriados.

A participação dos pais nessa relação condiciona maior segurança aos filhos. Esse novo mundo, que é a vida escolar, pode causar estranheza aos pequenos, pelo fato de ainda não estarem habituados. Com o apoio dos pais, eles se sentirão acolhidos e prontos para encarar os desafios escolares.

A importância da relação entre família e escola reflete positivamente para a aprendizagem das crianças. Para isso, é preciso que os pais saibam conciliar a rotina de trabalho com a vida escolar dos seus filhos. Com a organização do planejamento, será possível atender à todas demandas, de forma eficaz, obtendo resultados satisfatórios. Dessa forma, valorize e priorize a educação dos seus filhos, visto que será fundamental para sua formação.

A Pueri Dei valoriza a participação dos pais na vida escolar dos pueirinhos. Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: Escola da Inteligência

Imagem: Freepik

A leitura traz benefícios, e tem papel fundamental no desempenho escolar das crianças. É indispensável que os pequenos criem hábitos de ler livros desde pequenos. Para isso, os pais precisam estar juntos à esses momentos, estimulando seus filhos a se aproximarem ainda mais das histórias.

Quando essa união de perspectivas acontecem, os resultados tendem a ser satisfatórios. Os benefícios são diversos: a imaginação da criança é desenvolvida com maior facilidade e a cursoriedade em descobrir é despertada, fatores cruciais no processo de aprendizagem.

Para que esse processo se efetive, é necessário que a leitura seja prazerosa e não de maneira obrigatória. Dessa forma, sem pressão, o ambiente se torna agradável e a criança se diverte com os livros. O acompanhamento diário dos pais, praticando a leitura com os pequenos, resultará em uma naturalidade do hábito, o que implicará em benefícios ao desempenho escolar.

Além do prazer, a valorização da leitura transformará até o vocabulário da criança. Diante disso, cria-se maior interesse pelos livros e, então, o pueirinho que lê tem um repertório verbal ampliado e consegue se expressar melhor, dialogar com argumentos mais consistentes.

A Pueri Dei reforça a importância da leitura entre pais e filhos, para melhor desempenho escolar dos pueirinhos.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: leiturinha

Imagem: Freepik

22 de Novembro é comemorado o Dia do Músico, e a música sempre esteve presente em nossas vidas. Ela penetra diretamente em nossos centros nervosos e ordena de maneira rápida e imediata a divisão do tempo e do espaço, além de inspirar o gosto pelas virtudes. Dessa forma, nada melhor do que prestar homenagem a quem é responsável por nos proporcionar tantas sensações agradáveis: o músico.

Na educação infantil, a musicalização se faz presente, principalmente, no processo de aprendizagem. A música auxilia no desenvolvimento sócio afetivo, da sensibilidade, da criatividade, dentre outros fatores. A partir disso, é possível a melhora no processo de construção do conhecimento.

As crianças sentem-se atraídas pelas melodias, e os pais, juntos aos músicos, tem papel fundamental nesse procedimento. A participação dos adultos nos momentos musicais é de suma importância, visto que os resultados são bastante satisfatórios. Essas relações musicais possibilitam o bem-estar físico e emocional de todos.

A música, então, torna-se fator positivo para a criança. Uma vez que, os benefícios estão aliados ao desenvolvimento saudável dos pequenos músicos.

A Pueri Dei reconhece a importância da música e da musicalização. Por isso, insere seus puerinhos nesse universo musical.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: Portal Educação

Imagem: Freepik

Abrir um livro é sinônimo de abrir a porta para um novo universo. Isso porque, através da leitura é possível viajar para outras cidades, outros países e até mesmo outros planetas! Os livros funcionam como asas, amigos, lugares. Além disso, na infância a leitura ainda representa momentos marcantes de afeto e diversão com educadores, responsáveis e crianças.

Por isso, no post de hoje vamos dar bons motivos para ler livros para as crianças. Confira:

  1. Ajuda a abrir a mente e ampliar a visão para enxergar um mundo além do que vivemos e conhecemos;
  2. Possibilita conhecer novos lugares que nunca imaginamos visitar, que já não existem ou que nunca existiram;
  3. Aguçam nossa curiosidade e despertam novos interesses;
  4. Estimulam empatia, respeito e solidariedade;
  5. Favorecem o desenvolvimento de uma leitura crítica, uma habilidade fundamental atualmente, seja por meio da fala ou da escrita;
  6. Amplia o vocabulário, além de colaborar para a melhora da comunicação, seja por meio da escrita ou da fala;
  7. Atiçam a criatividade e a imaginação, capacidades importantíssimas para a infância e para a vida como um todo.

Aqui na Pueri Dei, durante a semana, os puerinhos mergulham no universo da leitura. Dessa forma, semeamos neles o amor pelas obras literárias.

Aproveite a chegada do fim de semana e leia um livro para o seu tesouro!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: leiturinha

Imagem: freepik

Hoje é o Dia Nacional da Língua Portuguesa! A capacidade de usar o português é ensinada às crianças desde cedo. Habilidades como escrita, fala, leitura e interpretação devem ser estimuladas nos pequenos, já que essa é nossa língua materna. Além disso, o acompanhamento dos responsáveis e dos pedagogos é fundamental para o processo de aprendizagem das crianças. Por isso, no post de hoje vamos mostrar opções de atividades que estimulam esse aprendizado. Confira:

Incentive as mais variadas formas de expressão

Seja por meio da escrita, da fala, da música ou até mesmo por meio de desenhos, é essencial estimular que a criança se expresse. Essas são algumas das maneiras úteis para o pequeno evidenciar criatividade e seus sentimentos. Além disso, com o passar o tempo essas formas de expor emoções irão se aprimorar e se ajustar às normas padrão da língua portuguesa. Assim, ele desenvolverá frases mais coerentes e falas argumentativas.

Use a tecnologia a favor do aprendizado

Atualmente existem alguns jogos online que estimulam o reconhecimento dos símbolos gráficos e realizam a correção da ortografia. Eles, ainda, apresentam novos vocabulários e diferentes formas de conjugação verbal. Por isso, a tecnologia uma boa aliada para o aprendizado da nossa língua.

Comunique-se usando o português adequado

Em ambientes informais é comum que não haja tanta preocupação com a correção gramatical ou mesmo com a pronúncia. Por isso, é comum que responsáveis e familiares utilizem linguagem com gírias e até mesmo vocabulário popular. Esse hábito aproxima os integrantes da família, porém acaba estimulando a criança a aprender o português informal. Por fim, é importante ressaltarmos que os pequenos observam as atitudes dos adultos e aprendem com elas.

A Pueri Dei, há 22 anos, estimula o aprendizado da língua portuguesa para as crianças! Aqui os puerinhos aprendem a escrever, interpretar e ler e saem daqui prontinhos para os aprendizados que receberão no ensino fundamental.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: novosalunos

A cada dia que passa os brinquedos educativos ganham mais espaço no dia a dia das crianças. Eles possuem diversos formatos e trazem inúmeros benefícios para o desenvolvimento dos pequenos. Por isso, no post de hoje falaremos sobre as vantagens de brincar com eles. Confira:

Estimulam a criatividade

A construção de blocos favorece as áreas criativas do cérebro das crianças. Com esse tipo de brinquedo elas podem usar suas mentes para imaginar e criar os mais inusitados objetos! De maneira livre e aberta, os blocos de montar incentivam as crianças a pensar fora da caixinha, sonhar e criar infinitas possibilidades para se divertirem.

Aperfeiçoam habilidades de pensamento

A atividade de construir com bloquinhos instiga a resolução de problemas. Isso porque, com essa brincadeira os pequenos têm que descobrir quais peças se encaixam e quais não. Essa tarefa exige, muitas vezes, o uso do método de tentativa e erro. Além disso, outras vantagens para a mente são: elaboração de planejamento e de organização. Isso porque, mesmo que seja simples, as crianças possuem uma ideia geral do que pretendem construir. Ademais, através da organização dos blocos e dos pensamentos os pequenos podem transformar suas ideias em realidade.

Desenvolvimento de habilidades motoras

As habilidades motoras finas são aquelas que exigem a realização de pequenos movimentos musculares. Por isso, a atividade de montar brinquedos estimula a coordenação dos pequenos músculos dos dedos e das mãos.

As atividades na Pueri Dei contam com brinquedos e brincadeiras que favorecem o desenvolvimento de todas as capacidades dos puerinhos.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: zastraspresenteseducativos

Imagem: freepik