O processo de educação das crianças é motivo de preocupação para todos os pais. Escolher uma boa escola e proporcionar condições adequadas ao estudo e aprendizado, por exemplo, são coisas importantíssimas para que a criança se desenvolva de maneira sadia e adequada.

Você sabia, no entanto, que a música pode ser uma grande aliada no processo de educação dos filhos?

Além de auxiliar o crescimento intelectual dos pequenos, a música estimula todos os sentidos da criança e, por isso, contribui para o desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, consciência corporal e senso rítmico.

Além disso, a iniciação musical da criança ainda na educação infantil estimula partes do cérebro que são responsáveis pelo desenvolvimento da linguagem corporal, linguística e até mesmo o aprendizado de outros idiomas.

É importante lembrar, no entanto, que a realização de atividades relacionadas à música deve ser algo prazeroso, e não uma obrigação. O ideal, portanto, é buscar maneiras de introduzir a música na vida dos pequenos de maneira lúdica e casual, sem um senso de compromisso. Caso contrário, o efeito pode ser inverso e eles podem começar a encarar a música como algo chato e entediante.

Dito isso, quais são os maiores benefícios da música na educação dos filhos?

– Desenvolvimento dos dois hemisférios do cérebro.

– Interação com diferentes culturas, permitindo um aumento do repertório cultural.

– Ajuda no processo de desenvolvimento da linguagem e comunicação.

– Ativação dos neurônios.

– Desenvolvimento motor e social.

– Fortalecimento dos laços afetivos entre aqueles que escutam música juntos, possibilitando uma melhora no relacionamento com os pais, por exemplo. 

– Desenvolvimento da coordenação rítmica e corporal.

Todos esses dados deixam claro que a música é parte essencial da educação e criação de qualquer criança, auxiliando no seu desenvolvimento mental e físico. Seja na escola, em casa ou em qualquer lugar, ouvir música é extremamente benéfico para as crianças, que só têm a ganhar com desenvolvimento desse hábito.

E você, o que está esperando para introduzir a música no cotidiano do seu filho?

22 de Novembro é comemorado o Dia do Músico, e a música sempre esteve presente em nossas vidas. Ela penetra diretamente em nossos centros nervosos e ordena de maneira rápida e imediata a divisão do tempo e do espaço, além de inspirar o gosto pelas virtudes. Dessa forma, nada melhor do que prestar homenagem a quem é responsável por nos proporcionar tantas sensações agradáveis: o músico.

Na educação infantil, a musicalização se faz presente, principalmente, no processo de aprendizagem. A música auxilia no desenvolvimento sócio afetivo, da sensibilidade, da criatividade, dentre outros fatores. A partir disso, é possível a melhora no processo de construção do conhecimento.

As crianças sentem-se atraídas pelas melodias, e os pais, juntos aos músicos, tem papel fundamental nesse procedimento. A participação dos adultos nos momentos musicais é de suma importância, visto que os resultados são bastante satisfatórios. Essas relações musicais possibilitam o bem-estar físico e emocional de todos.

A música, então, torna-se fator positivo para a criança. Uma vez que, os benefícios estão aliados ao desenvolvimento saudável dos pequenos músicos.

A Pueri Dei reconhece a importância da música e da musicalização. Por isso, insere seus puerinhos nesse universo musical.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: Portal Educação

Imagem: Freepik

Se você tem o hábito de leitura, pode ser que já tenha se frustrado ao ver seu filho rasgando um livro ou uma das suas revistas. Essa é uma atitude que pode até te entristecer, mas é normal. Isso porque, as crianças de zero a dois anos passam pela fase sensório-motor, a primeira etapa do desenvolvimento postulada por Piaget. Portanto, nesse momento os pequenos ainda não controlam plenamente sua motricidade, os movimentos ainda são rústicos e descontrolados, pois precisam ser amadurecidos.

Por isso, é fundamental ter paciência quando esse tipo de situação surgir. Apesar disso, você pode mediar o contato da criança com os livros para evitar que os materiais sejam danificados. Confira abaixo nossas dicas para você mediar esse contato:

Cuide dos livros

Tenha cuidado com seus livros e mostre para seu pequeno que você gosta deles e os preserva. Ao mostrarmos que nós valorizamos isso para as crianças, elas automaticamente aprendem o que importa e o que precisa ser cuidado. Por isso, mostre com ações que é preciso cuidar dos livrinhos. Lembre-se: as crianças aprendem vendo exemplos!

Tenha livros resistentes

Como as crianças ainda estão em processo de aprendizagem, elas não conseguem medir a força que fazem. Por isso, ao escolher livros para elas prefira os cartonados ou de materiais como pano ou plástico (para usar durante o banho). Esses não rasgam com facilidade e podem ser usados durante brincadeiras. Portanto, livros mais resistentes são os ideais para as crianças que estão na primeira infância.

Conduza a mãozinha dele pelas páginas

Os pequenos precisam ser guiados, precisam que nós, adultos, mostremos como manusear os objetos. Dessa forma, ensine-o a segurar o livro e a passar as páginas.

Ensine os limites

No início da vida as crianças ainda não compreendem os códigos usados durante a linguagem. Portanto, quando elas começarem a ter esse entendimento, é interessante que falemos sobre permissões, bom comportamento e limites. Elas precisam saber (o quanto antes) que o ato de rasgar os livros não é legal. Por isso, fale sobre valores e sobre como precisamos valorizar aquilo que temos, bem como a responsabilidade.

A Pueri Dei estimula o apreço pelos livros e pelo cuidado com os objetos que as crianças já aprendem em casa.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog.

Fonte: leiturinha

Imagem: freepik

No dia a dia não costumamos reparar, mas todas as palavras do nosso vocabulário possuem uma estrutura sonora. O ato de falar nos é tão comum que esses detalhes acabam passando despercebidos. Portanto, acabamos nos esquecendo do quanto falar é uma tarefa complexa.

A habilidade de articular é chamada de consciência fonológica. usar estratégias que facilitem o entendimento das crianças colabora com a alfabetização e a comunicação. Por isso, no post de hoje falaremos sobre como é possível estimular essa consciência nos pequenos. Continue lendo para conferir!

Primeiramente, é importante ressaltarmos que esses estímulos são oferecidos por pedagogos nas escolinhas. Porém, eles podem (e devem) ser iniciados bem antes do pequeno frequentar a escola. Isso porque, o desenvolvimento infantil é favorecido quando os responsáveis estão engajados.

Por isso, uma dica interessante é sempre pegar objetos dos quais está falando e colocá-los perto da criança. Dessa forma, graças à esse apoio visual, ela começará a construir ideias concretas em sua mente.

Como dar estímulos?

É possível aguçar o interesse por sons através do uso de jogos e de músicas com rimas. Um exemplo de canção útil é a do “sapo não lava o pé”. Isso porque, essa musiquinha, á medida em que se repete, alterna as vogais da frase toda. A função estratégica dessa brincadeira é justamente gerar essa consciência fonológica.

As rimas são ótimas ferramentas, pois a maioria das crianças desenvolve mais rapidamente sensibilidade à elas. Dessa forma os pequenos passam a assimilar melhor as semelhanças e diferenças entre as palavrinhas.

Os jogos e as atividades musicais da Pueri Dei despertam e aperfeiçoam todas as habilidades dos puerinhos.

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fonte: leiturinha

Imagem: freepik

A música é a arte mais completa. Isso porque, ela é capaz de nos levar à outras dimensões. Para além disso, a música ainda tem o poder de proporcionar momentos de reflexão, extremamente úteis no processo de autoconhecimento. Com seu ritmo ela ainda nos estimula a movimentar o corpo, que é fisicamente e mentalmente conquistado pelos sons.

Engana-se quem pensa que isso tudo só se manifesta em nós quando atingimos a adolescência ou a fase adulta. Isso porque, a música tem esse efeito no ser humano desde a infância. Portanto, os espetáculos musicais cumprem um importante papel para o desenvolvimento das crianças. Confira alguns deles abaixo:

Promoção de autoconhecimento

Participando (ativa ou passivamente) de espetáculos tendo contato com representações de diferentes personagens, enfrentando desafios inéditos e ganhando consciência da própria voz, as crianças passam a se conhecer melhor. Dessa forma, afirmam suas próprias personalidades. É também através do teatro que os pequenos observam e interagem por meio de atividades com aquilo que gostam ou não gostam de fazer, ganhando mais segurança emocional.

Desenvolvimento do vocabulário e da fala

O cantar colabora para o desenvolvimento da habilidade da fala e proporciona o ganho de vocabulário. A agilidade de raciocínio lógico e a capacidade de concentração também são estimuladas durante espetáculos. As crianças ficam mais atentas e focadas, o que facilita o aprendizado de novas palavras.

Estímulo à sociabilidade

Ao assistir ou interpretar uma personagem, a criança tem a oportunidade de entender a personalidade, os medos e as dificuldades que aquele protagonista enfrenta. Dessa forma, ela passa a se posicionar sob perspectivas diferentes, adquire tolerância e empatia, além de ter sua capacidade de sociabilização potencializada. Essa última vantagem auxilia também o desenvolvimento do vocabulário dos pequenos.

Os espetáculos musicais só oferecem benefícios e muita diversão para as crianças. Por isso, na semana dos puerinhos, nossos tesouros terão contato com muitas músicas e animação com o Tio Samir!

Conheça nossa escola!

Ademais, continue acessando nosso blog diariamente.

Fontes: infoescola, olharconceito, novosalunos, musiartes

Imagem: freepik

A música possui uma função importante na vida das pessoas. A infância é um período em que o ser humano aprende as coisas com uma grande facilidade. Durante essa fase, tudo o que é apresentado para as crianças pode ser aproveitado se usado corretamente.

Com a música não é diferente. Ela pode trazer muitos benefícios para as crianças. Além de ser uma atividade relaxante e divertida, o que facilita ainda mais o processo de aprendizagem.

Ademais, já faz algum tempo que a música vem sendo apontada como uma impulsionadora do desenvolvimento infantil. Isso porque, ela colabora para que os pequenos possam desenvolver as habilidades de comunicação, socialização e segurança emocional. Além disso, ela proporciona a criação de expressão e de consciência corporal.

Nós separamos alguns dos benefícios que a música pode trazer para o crescimento do seu filho, confira:

1) Desenvolvimento da Linguagem

Na infância, principalmente no período de alfabetização, ter contato com as palavras é primordial. A música é uma excelente aliada nesse processo. Além de enriquecer o vocabulário, ela auxilia no desenvolvimento da dicção das palavras e também potencializa o aprendizado de outros idiomas.

2) Memória

A memória das crianças também é desenvolvida com o contato com a música. Quando as crianças precisam aprender a letra de uma canção, o cérebro exercita a memória sequencial, para tocar alguma música ou afinar algum instrumento também é necessário se lembrar do som na nota.

3) Foco

Para trabalhar com música é preciso de concentração, principalmente para lembrar a letra de um música ou o acorde de um determinado instrumento. Além disso, muitas crianças apresentam melhora na concentração depois que começaram a entrar em contato com a música.

4) Coordenação Motora

Quanto nascemos não temos nenhuma habilidade motora desenvolvida, isso dá para notar pelo modo como os pequenos se movimentam. Nós a adquirimos por meio da prática ao longo da vida. O ato de pegar um instrumento, dançar ao som de uma música facilitam esse processo.

Nós da Pueri Dei conhecemos todos os benefícios que a música pode oferecer no desenvolvimento dos puerinhos. Por isso, oferecemos aulas de música para que eles possam se divertir e aprender ao mesmo tempo.

Continue acompanhando o nosso blog!

Fontes: Pais e Filhos, Escola da Inteligencia

Você sabia que a inclusão da musicalização na infância pode auxiliar no processo de desenvolvimento?

Não é de hoje que a musicalização nas escolas é uma das atividades que mais impulsiona a evolução do desenvolvimento das crianças.

Esse tipo de linguagem promove um alto nível de interação entre corpo e mente. Além de aguçar a sensibilidade e impulsionar a criatividade.

Todos esses fatores colaboram para uma boa comunicação, expressão, socialização e provoca a estabilidade emocional.

Além disso, a vivência musical traz inúmeros benefícios quando aplicada na escola.

Por exemplo, o desenvolvimento cognitivo, que é a peça chave para dar a criança todas as condições possíveis de ter uma vida saudável e independente.

Dicas:

Entretanto, pode ser estimulada através de canções infantis, pois elas ajudam na associação das palavras.

Outro proveito desse tipo de atividade escolar é o aumento no poder da concentração e memória, raciocínio lógico. E alavanca o ritmo do aprendizado de outros idiomas.

Tudo isso é possível porque a música de boa qualidade, com sequência e sons articulados, se relaciona diretamente com a fala.

Assim, quanto mais rica for a sintonia e diversidade de sons, mais intensificado será o celebro da criança ouvinte.

A consciência corporal também entra na lista de beneficiados pelo estímulo musical.

Com ela, a criança aprende como pode coordenar os seus movimentos de acordo com os ritmos, e então pode desenvolver sua coordenação motora.

A criação de instrumentos de percussão simples como triângulos, tambores e sinos é capaz de ajudar as crianças a irem a busca dos sons de forma prática.

Além disso, a introdução das cantigas de roda é muito importante, pois são, ao mesmo tempo, exercício físico e também uma brincadeira.

Ademais, pode permitir que as crianças explorem universos variados, que afloram a imaginação e o mundo existente na fantasia.

Poucos sabem é que, a música pode e deve fazer parte da rotina dos pequenos desde os primeiros meses de vida.

Incorporar a música à realidade das crianças as fazem sentir as primeiras emoções até mesmo antes da idade escolar.

Uma boa dica é implementar até os 7 anos as canções de ninar em tons mais altos. Entretanto, nessa faixa etária a percepção é maior.

Além disso, na idade pré-escolar, como já citado, as atividades com músicas e as cantigas de roda facilitam grandemente o aprendizado das crianças.

Os pais e professores podem usar a música nas diversas situações rotineiras. Como contar historia tomar banho, fazer atividades, cozinhar e dormir.

A aplicação da musicalização transforma a evolução da criança e traz prodígios que podem ser levados por toda a vida como:

 Aumento do aprendizado
 Melhora da vivência em grupo
 Empoeiramento e consciência corporal
 Coordenação motora e corporal aprimoradas.

Na Pueri Dei, investimos e acreditamos no potencial das crianças.

Por isso, aplicamos a musicalização diariamente nas atividades através de exercícios diferenciados e divertidos e com profissionais capacitados.

Assim, todos esses benefícios serão aplicados diretamente na infância dos pequenos.

Além disso, as brincadeiras musicais que oferecemos estimulam a vivência bilíngue durante as músicas e podem ser feitas de forma simples. O importante é soltar a imaginação e se divertir!

Venha conhecer o nosso Centro Educacional e fazer do seu filho um dos nossos Puerinhos.

Continue acompanhando nosso blog!
Fonte: leiturinha